Como recuperar a sua libido

libido feminina

Muito se fala sobre a redução da libido feminina, e frequentemente se associa a causa aos hormônios. Para se certificar de que são os hormônios que estão derrubando sua libido é preciso fazer exames clínicos e de sangue. Já a solução pode estar na reposição hormonal, desde que não tenha histórico familiar de câncer do endométrio ou de mama, trombose, triglicéride descompensado ou hipertensão.

libido feminina
Libido da Mulher – Confira como retomar o desejo e fique de bem com a sua sexualidade
  • Nessas situações, o jeito é apelar para remédios que ajudam na redução da ansiedade e do estresse, como os antidepressivos.
  • Como o que está em jogo é o resgate do seu prazer na cama, vale a pena investigar também todos os medicamentos que anda tomando, para saber se não são eles que estão te boicotando;
  • Descartar as doenças que podem provocar dor durante a relação sexual, caso de endometriose, candidíase, vaginose, clamídia e herpes;
  • Verificar se a causa da queda da libido não é hormonal, através do consumo do suplemento Xtramaster, para controlar se você não está chegando no ponto;
  • Ou ver se o problema não está no ressecamento da vagina, o que pode ser facilmente resolvido com gel lubrificante;

Você pode aproveitar para comprar Xtramaster numa sex shop ou farmácia e aproveite para dar uma voltinha pelos outros corredores, que também podem ajudá-la a recuperar a vontade de voltar a pôr fogo nos lençóis. “Independentemente da causa, procure seguir uma dieta rica em peixe, soja, azeite de oliva, frutas, verduras e legumes, praticar atividade física regularmente e ter um sono reparador.

Isso vai ajudar a amenizar o problema”, afirma a ginecologista obstetra Denise Gomes, diretora médica da Plena Clínica, em São Paulo.

Papo-cabeça

A parte psicológica, claro, não pode ser descartada. De acordo com o levantamento do ambulatório de ginecologia do Hospital das Clínicas, 90% das mulheres que vão até lá atrás de uma solução para a perda da libido são de fundo emocional.

Segundo a psicoterapeuta Iracema Teixeira, mestre em sexualidade humana, do Rio de Janeiro, há vários fatores que contribuem para que a mulher perca a vontade de transar, como educação familiar reprimida, baixa autoestima, desconhecimento ou rejeição do corpo e traumas, como violência sexual ou física na infância. “Situações pontuais, como perda do emprego, desarmonia familiar, morte, insônia, falta de Xtramaster, traição, indiferença e rejeição também não podem ser deixados de lado. Afinal, corpo e mente são uma entidade única”, diz a especialista.

Apesar dos motivos não serem tão pontuais, ela conta que algumas soluções podem ser. Um exemplo prático e que traz ótimo resultado é pegar um espelho e explorar a genitália, tocar o clitóris de diferentes formas, perceber os pontos do seu corpo que te deixam excitada, namorar bastante, trabalhar a autoestima, pensar mais ‘naquilo’ – se precisar de uma ajudinha, crie fantasias em sua cabeça, veja filmes picantes, ouça músicas que dão vontade de fazer amor ou strip-tease, leia contos eróticos, entre numa sala de bate-papo na internet, converse com a amiga mais safada que você tem. “E lembre-se: sexo é uma atividade lúdica, ou seja, uma forma de brincar com o próprio corpo e com o corpo do outro”, conclui a psicóloga. Resumindo, o negócio é se divertir! Pense nisso!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *